Radiologia Convencional

A Radiologia utiliza radiação ionizante, raio x, que, passando através das estruturas a avaliar, cria uma imagem das mesmas.

Foi Wilhelm Conrad Röntgen quem, no final do século XIX, descobriu e baptizou os raios X, concluindo que estes passavam através de objectos, o que permitiu efectuar a primeira radiografia da história.

A radiografia convencional efectua uma impressão em chapas fotográficas, por outro lado a radiografia digital regista as imagens em placas de circuitos compostos por fósforo fotoestimulável, enviando-as directamente para um computador sob a forma de sinal eléctrico que é convertido na imagem digital. Esta última permite uma maior definição e qualidade das imagens, assim como são mais ecológicas, pois diminuem a produção de resíduos provenientes da revelação e das películas radiográficas.

Desde 2008 que o HVM possuí radiografias digitais para garantir a melhor qualidade dos serviços prestados

A radiografia é um exame de diagnóstico complementar básico, rápido e não invasivo, de grande utilidade na detecção de lesões e na determinação da sua extensão, permite avaliar a maioria das estruturas corporais, desde o abdómen ao tórax até às estruturas musculo-esqueléticas.

Existe à sua disposição no HVM a possibilidade de, para além de efectuar uma radiografia simples, a realização de radiografias contrastadas. Este tipo de radiografias consistem na introdução de um meio de contraste a nível do tracto gastrointestinal ou urinário para evidenciar alterações existentes, pode também ser introduzido no canal medular (Mielografia). Por exemplo no tracto gastrointestinal permite detectar a presença de corpos estranhos, divertículos, obstruções ou atrasos da motilidade, no tracto urinário detecta rupturas, massas ou obstruções e permite avaliar a funcionalidade.

SERVIÇO DISPONÍVEL EM: