Notícias

Viagem à Califórnia

Para um veterinário, visitar a Universidade de Davis, mais especificamente a Faculdade de Veterinária, faz parte do seu imaginário.

Tal oportunidade surgiu-me no passado mês de Julho após convite de Prof. Ed. Feldman, com o qual o nosso Hospital tem partilhado alguns projectos nomeadamente na área da reprodução. O facto de ter tido a honra de ser convidado por tão ilustre docente,  possibilitou-me um contacto muito mais estreito com as diversas áreas desta prestigiada Universidade.

A Universidade tem três áreas muito distintas e competitivas, sendo ponto assente de que apesar de ser pública, a mesma tem de ser auto-sustentável. Esta é, logo à partida, uma grande diferença em relação ao nosso sistema e como é óbvio com coisas boas e más. Contudo, com o que me foi dado a observar, e comparando com o nosso sistema sou de opinião que o sistema americano apresenta mais vantagens, é mais motivador e consequentemente mais produtivo.

A área da investigação é muito forte e dinâmica, pois os projectos e resultados têm de ser aliciantes para os patrocinadores, resultando deste esforço muito trabalho de elevada qualidade científica, que continua a aliciar investidores, o que permite captar capitais para manter as áreas de investigação.

 Na área do ensino, as propinas são muito elevadas, sendo que a maioria dos estudantes termina o seu curso com uma dívida considerável, que terá de amortizar durante o seu início de carreira. Não sendo tal simpático para qualquer jovem, leva porém, a que haja um sentido de responsabilidade e de exigência muito elevado. A sociedade no geral advoga muito o princípio de que não tem de suportar os estudos daqueles que desejam profissões com estudos superiores, pois terão a sua recompensa ao longo do seu exercício da mesma . Encontrei um ensino muito organizado, muito tecnológico e com boa desenvoltura prática. Pois os alunos realizam consultas, procedimentos vários e cirurgias básicas com tutoria de professores, estes serviços realizados pelos alunos têm  preços baixos e destinados a pessoas com poucos recursos.

A terceira vertente é a pratica clínica de referência. Um hospital auto-sustentável, onde todos os serviços existem, destacam-se, entre outros, o serviço de TAC e Ressonância, Medicina Nuclear e Radioterapia. Verifica-se que os mesmos estão dotados de equipamentos tecnologicamente avançados e de equipas experientes e com alta qualificação. Foi-me explicado que alguns destes serviços existem porque houve privados com vastos recursos económicos e, porque são devotos da causa do bem estar animal, realizaram doações que possibilitam o funcionamento de algumas áreas, que pelo seu custo não seriam de outra forma sustentáveis. Impressionou-me ainda a dimensão, o tamanho das equipas e a afluência de proprietários. Em tudo, inclusive no respeito e profissionalismo das equipas, se enquadra um ambiente de exemplo e de influência para quem os visita.

O sentimento que me tocou foi o de que é fascinante ser Veterinário e de que é sempre possível melhorar e evoluir. Penso que em Portugal fazemos um excelente trabalho, mas podemos e devemos aspirar a mais, nomeadamente motivando mais a sociedade para que se solidarize e colabore para que cada vez melhor medicina se possa oferecer aos animais de companhia, que felizmente para muitos são elementos da família.

Nesta viagem, tive igualmente a oportunidade de conhecer a Universidade de Barkery - um campus universitário de excelência. Imagine-se que no seu leque de professores, tem no activo oito que foram distinguidos com prémio Nobel!

Existe aí uma política de motivação constante, dirigida a docentes  e alunos, para projectos inovadores, com especial ênfase na actualidade para o bem estar da sociedade em simbiose com o meio ambiente e animal. Procura constantemente internacionalizar-se em termos de alunos, sem descurar a exigência do ingresso. Actualmente conta com cerca de 25.000 alunos sendo que dez por cento são estrangeiros. Julgo, defendo e advogo, que o futuro do nosso elevado número de universidades passará pela sua  internacionalização, no que concerne à angariação de alunos que muitas vantagens trarão ao nosso ensino superior e a um país como o nosso carente de jovens. Esta é uma universidade que mostra ser um bom exemplo disso.

Pelo exposto esta foi em termos de conhecimento uma viagem muito proveitosa e gratificante.

Luís Montenegro

 

 

 

Horário de Funcionamento

Contámos com médico permanente nas nossas instalações, durante as 24h diárias.

Horário de funcionamento de consultas,
Segunda a Sexta das 10h às 20h30

Sábado das 10h00 às 18h00

Urgências 24 horas

 

Registo Newsletter

Registe aqui o seu email para que possa receber notícias e novidades sobre o nosso Hospital!

Thank you for your feedback !

Email:
Assunto:
Msg:
Quantos olhos tem normalmente uma pessoa?